Sexta-feira, 23 Agosto 2019 12 +  RSS  Carta ao editor
Sexta-feira, 23 Agosto 2019 12 +  RSS  Carta ao editor
Trends
15:20, 30 Julho 2018

Ansiedade do casal: que os nervos não terminem com amor


Quando um membro do casal sofre de um distúrbio de ansiedade, o relacionamento pode tomar duas direções completamente diferentes: ou a ansiedade pode desestabilizar o casal até o ponto de separação; ou o problema da ansiedade pode reforçar e consolidar o casal graças ao apoio prestado em tempos difíceis. E é que um transtorno de ansiedade no casal não é fácil de transportar.

Quando seu parceiro tem ansiedade

A coexistência pode ser afetada quando seu parceiro sofre um transtorno de ansiedade. Uma pessoa com ansiedade muitas vezes se torna controladora, avassaladora, super protetora e também muito irritável como resultado desses medos, inseguranças e preocupação constante que produz ansiedade. Nesta situação, é evidente que não é fácil viver com uma pessoa para quem tudo é motivo de preocupação ou perigo.

Tampouco é fácil conviver com uma pessoa que sofre de ansiedade social e que não pode comparecer a eventos, participar das comemorações de familiares e amigos ou nem ousar fazer uma viagem juntos. O que dizer de uma pessoa que sofre de um transtorno obsessivo compulsivo que precisa realizar cada atividade seguindo uma ordem estrita ou alguém com ansiedade generalizada que percebe a vida diária como um número infinito de oportunidades ameaçadoras.

Se o seu parceiro tem ansiedade, você terá que refletir: você permitirá que o transtorno de ansiedade o destrua como um casal ou você o usará como um reforço de seu amor? Porque tudo depende da confiança que você tem em seu relacionamento. Se a sua decisão é lutar com seu parceiro para superar seu problema de ansiedade juntos, você terá que levar em conta uma série de dicas básicas.

Dicas para ajudar seu parceiro a superar a ansiedade

– Descubra tudo relacionado a transtornos de ansiedade.

– Convencer seu parceiro a ir ao médico o mais rápido possível.

– Decidir juntos e com a ajuda do especialista o tratamento mais adequado para o seu parceiro.

– Envolva-se no tratamento da ansiedade, acompanhando seu parceiro até a terapia psicológica ou seguindo as orientações dadas pelo psicólogo.

– Reforce o tratamento mantendo a sua casa calma, com um ambiente descontraído e fugindo das discussões.

– Mostre seu apoio ao seu parceiro. Enquanto o transtorno de ansiedade é o seu problema, você estará ao seu lado para ajudá-la.

– Não pressione o seu parceiro para enfrentar coisas para as quais ela não está preparada. Mas se você quiser dar um passo, dê tudo junto.

– Durante as crises de ansiedade, não tente racionalizar o problema. Mantenha a calma, devolva a segurança ao seu parceiro com base no amor e na compreensão e, algumas horas depois, você poderá conversar com ela sobre o que aconteceu.

– Não se desespere se o seu parceiro superar a ansiedade o mais rápido que você quiser. Tente entender seus medos e preocupações irracionais.


2019 A revista da mulher