Domingo, 19 Janeiro 2020 12 +  RSS  Carta ao editor
Domingo, 19 Janeiro 2020 12 +  RSS  Carta ao editor
Trends
21:27, 08 Dezembro 2016

Graxa e as 5 lições que aprendemos com o filme


O filme Grease tornou-se, logo após a estreia, um ícone do cinema musical. Com muito ritmo, movimentos de quadril e “mensagens subliminares”, um dos casais mais bonitos do cinema estava se apaixonando, pouco a pouco, com as músicas mais cativantes que ainda tocam em nossas cabeças e nas principais pistas de dança. Mas, não foi tudo música, o filme estrelado por John Travolta e Olivia Newton John também nos deixou algumas lições que não esqueceremos.

Lições de vida que o musical Grease nos deu

1. Os pólos opostos se atraem. Nós gostamos de bandidos, isso é claro. Para um relacionamento funcionar nem sempre tem que ser o mesmo, a prova disso são Danny Zuko e Sandy, duas personalidades totalmente diferentes. Ela é a boa garota da escola, estudiosa, responsável, bem humorada… ele é um cara durão e algo legal que, por outro lado, esconde um toque romântico, e juntos eles nos deram um dos casais perfeitos do cinema.

2. A beleza de um amor de verão. Sim, existem amores fugazes e intensos. Desde que vimos Grease em 1978, todos nós começamos a acreditar no típico amor de verão, seus pais vão a um lugar para passar o verão e lá você conhece um rapaz por quem se apaixona, você vive um mês intenso que nunca esquecerá, mas que, em um rolo temporário para contar a seus netos. Você não sente pena de perdê-lo, sabia que isso ia acontecer e o que você restou? Mais uma experiência! e alguma sabedoria.

3. As aparências enganam. Infelizmente parte dessa vida é baseada em aparências, nas primeiras impressões e é por isso que nossos protagonistas não seriam menos. Danny Zuko era um cara durão, mas no fundo ele era um romântico. A mesma coisa aconteceu com Rizzo, a jovem era uma víbora, despreocupada e insensível e no fundo, a pobre mulher tinha um grande coração e a única coisa que queria, como todas elas, era ser amada e, acima de tudo, respeitada.

4. Se você sofre, mude! Seja uma mudança de visual, ares, amizades… se você sofre, mude! foi isso que aprendemos com o Grease. Quando Sandy estava morrendo por causa do personagem de John Travolta, ele decidiu mudar seu visual, nada como soltar o cabelo e deixar de lado o modo exterior para tirar o tigre dentro de você e gritar, aqui estou eu!

5. Nada é para sempre e o instituto menos. Você pode sofrer durante os anos de escola, seja por causa do amor, porque você não se encaixa no grupo ou porque você não se dá uma boa educação, mas, como tudo nesta vida, isso acontecerá. Você só tem que tirar força de onde você acha que não os tem e lanchar os problemas, no final, com perseverança e esforço, tudo é alcançado, até que você esqueça aquele que partiu seu coração em pedaços.


2020 A revista da mulher