Domingo, 15 Dezembro 2019 12 +  RSS  Carta ao editor
Domingo, 15 Dezembro 2019 12 +  RSS  Carta ao editor
Trends
7:53, 14 Abril 2019

Dieta para melhorar o humor, concentração e prevenir a depressão


Alimentos para melhorar o humor e combater a depressão

Alguns pesquisadores dizem que parte da informação que nos leva a tomar uma decisão e não outra sobre os alimentos que incluímos em nossa dieta é herdada ou inconscientemente assimilada no longo processo de aprendizagem que é a vida.

Este tipo de informação é refletido em comentários como "Estou um pouco deprimido, preciso de um chocolate", "Hoje eu tenho que comer ovos para ficar lúcido na reunião de trabalho" ou "Se eu tivesse essas amêndoas, certamente melhoraria meu mau humor" e carregar principal endosso a longa experiência acumulada geração após geração que é transmitida na forma de tradições através da cultura oral.

Alimentos para melhorar o humor, atenção e concentração

Para os cientistas, as palavras da avó ou da mãe não são suficientes e é por isso que decidiram investigar e descobriram que há alimentos que certamente influenciam o estado de espírito, o estado de alerta e até mesmo a concentração de pessoas.

Entre elas estão as proteínas presentes nos peixes, carnes magras, aves sem pele, ovos, legumes, tofu e também queijo fresco. Graças À digestão desse longo processo químico? as proteínas são decompostas em aminoácidos essenciais, alguns dos quais aumentam a produção de neurotransmissores que ativam a energia e o estado de alerta, incluindo dopamina, norepinefrina e epinefrina.

Amidos e açúcares obtidos a partir de massas e pães, frutas e legumes e cereais, estimular a liberação de insulina que remove os aminoácidos no sangue, exceto triptofano, quando ele atinge o cérebro converte em serotonina, que maravilhoso neurotransmissor reduzindo o apetite, alivia a dor, ele gera calma e em grandes quantidades, induz o sono.

Alimentos contra depressão e irritabilidade

Estudos clínicos relacionam deficiência de vitamina B, especialmente ácido fólico (folato), a depressão e anemia. De fato, foi comprovado que a deficiência de folato reduz os níveis de serotonina no cérebro e que os pacientes psiquiátricos têm níveis mais baixos de ácido fólico do que a população em geral.

200 microgramas de ácido fólico (contido em um prato de espinafre cozido, repolho, feijão vermelho, lentilha, morango ou abacate) seriam suficientes para aliviar os estados depressivos da depressão.

Se descobrimos sobre os minerais, então o selênio com alto poder antioxidante e encontramos na castanha do Brasil, destacam-se sementes de girassol, grãos integrais, espadarte e no chocolate amargo., só para mencionar alguns exemplos. Sua ausência pode gerar ansiedade, hostilidade, irritabilidade e depressão. Em doses adequadas normaliza o humor alterado. A colina, grupo da vitamina B, é o precursor da acetilcolina, um neurotransmissor relacionado À memória e concentração e é facilmente encontrado em ovos, fígado, soja e amendoim.


2019 A revista da mulher