Quarta-feira, 17 Julho 2019 12 +  RSS  Carta ao editor
Quarta-feira, 17 Julho 2019 12 +  RSS  Carta ao editor
Trends
10:31, 20 Junho 2019

Coma papel e outros modelos de dietas silvestres


As coisas malucas que os modelos fazem para ter o corpo que querem

Que os modelos atuais têm corpos excessivamente finos é algo que não nos surpreende, a imaginação coletiva é cheia de referências visuais suficientes para preencher um catálogo. O que gera, talvez, uma maior incerteza é o modus operandi do qual esses desfiles e profissionais da moda atingem essa extrema magreza. Podemos adivinhar qual é o produto das dietas com leonina, mas é possível que haja um lado ainda mais sombrio?

A ex-editora da revista Vogue na Austrália, Kristie Clement, depois de ter sido demitida do trabalho que realizou há mais de 13 anos, decidiu trazer À luz muitas das complexidades do mundo da moda. Segundo o jornalista, é comum entre os modelos de passarelas levarem tiras de papel de celulose com o objetivo de encher o estômago, enganar a fome e, portanto, não ganhar peso.

O jejum perverso de supermodelos

Kristie Clement revelou muitos desses segredos em um livro chamado 'The Vogue Factor', embora a principal agitação tenha sido formada pelo método sombrio através do qual os modelos podem supostamente permanecer em jejum. Desta forma, eles podem usar um corpo com pouca gordura durante uma participação em um desfile de moda ou uma sessão de fotos.

Sempre de acordo com o ex-editor da revista Vogue na Austrália, os modelos poderiam passar vários dias sem comer nada, o que, sem ser especialistas, podemos ver que pode ser muito prejudicial À saúde de qualquer mulher. Clement diz em seu livro que ele uma vez acompanhou um grupo de modelos para uma sessão de fotos no Marrocos. Nos três dias que durou a viagem, as meninas não comiam nenhum alimento, o que fez com que em alguns momentos não conseguissem sequer abrir os olhos devido ao cansaço acumulado.

Kristie Clement tem sido criticada apesar dessas revelações, especialmente por ter guardado informações de tão profunda profundidade por tanto tempo.

As dietas agressivas que os modelos seguem

No ano passado, 2012, o modelo Kira Dikhtyar lançou o estopim da controvérsia para manifestar e admitir que existem modelos capazes de fazer qualquer coisa para perder peso rapidamente e, assim, ficar magro. A menina russa de 24 anos revelou que as raparigas fumam vários maços de cigarros por dia, tomam supressores de apetite, purgantes e até enemas frequentes.

Outro método popular para se manter em forma, de acordo com o modelo russo, é tomar todos os tipos de drogas, sendo a cocaína uma das favoritas, para ser escolhida para o desfile ou sessão de fotos de plantão. Também está na moda aplicar injeções de um hormônio chamado HCG que reside na urina de mulheres grávidas, em combinação com uma dieta diária de apenas 500 calorias, para supostamente reduzir o apetite. No entanto, até o momento, não há estudo científico que admita esses fatos como certeza.

Como vemos, o mundo da moda ainda é extremamente competitivo e continua a lançar modelos estéticos que são naturalmente impossíveis, forçando os profissionais de moda a recorrer a métodos questionáveis ​​para atingir um valor esguio.


2019 A revista da mulher